Impermeabilização flexível

Impermeabilização flexível compreende o conjunto de materiais ou produtos aplicáveis nas partes construtivas sujeitas à fissuração que podem ser divididos em dois tipos: moldados no local, chamados de membranas e também os pré-fabricados, chamados de mantas.

Os materiais utilizados para impermeabilização flexível são compostos geralmente por elastômeros e polímeros.

Os sistemas pré-fabricados, como a manta asfáltica, possuem espessuras definidas e controladas pelo processo industrial, podendo ser aplicados normalmente em uma única camada.

O sistema moldado no local que pode ser aplicado a quente, como os asfaltos em bloco, ou aplicado a frio, como as emulsões e soluções, possuem espessuras variadas. Exigem aplicação em camadas superpostas, sendo observado para cada produto, um tempo de secagem diferenciado.

O sistema flexível de impermeabilização é normalmente empregado em locais tais como:

  • Reservatórios de água superior;
  • Varandas, terraços e coberturas;
  • Lajes maciças, mistas ou pré-moldadas;
  • Piscinas suspensas e espelhos d’água;
  • Calhas de grandes dimensões;
  • Galerias de trens;
  • Pisos frios (banheiros, cozinhas, áreas de serviço).
  • Telhados e coberturas planas;
  • Terraços e áreas descobertas;
  • Calhas de escoamento de águas pluviais;
  • Caixas d’água, piscinas e tubulações industriais;
  • Pisos molhados, tais como banheiros, cozinhas e áreas de serviço;
  • Paredes onde a água escorre e recebem chuva de vento;
  • Esquadrias e peitorais de janelas;
  • Soleiras de portas que abrem para fora;
  • Água contida no terreno, que sobe por capilaridade ou infiltra-se em solos abaixo do nível freático, entre outros.
× Converse no WhatsApp Agora!